nova “loja-praça” da apple em são francisco contribui com reabilitação do espaço público

Quinze anos após a abertura de seu primeiro ponto de venda, a Apple repensa sua abordagem para o varejo e apresenta uma série de novas características no interior de sua nova loja na Union Square em São Francisco, na Califórnia. 

O conceito “praça”, que deve servir como modelo para novas lojas em todo o mundo, tem grande foco no caráter comunitário e no entretenimento desejando transformar a loja num grande ponto de encontro.

Fonte: Foster + Partners 

A marca trabalhou em colaboração com a prefeitura de São Francisco para contribuir com a reabilitação do espaço público deixando de focar apenas na experiência de compra dentro do ponto de venda, expandindo seus benefícios para a cidade.

Continuar lendo “nova “loja-praça” da apple em são francisco contribui com reabilitação do espaço público”

Anúncios

[retail drops] natura abre sua primeira loja e aposta em experimentação – natura shopping morumbi

Há tempos essa notícia faz parte dos bastidores do varejo de cosméticos e finalmente já tem data para se tornar realidade: até o final desse mês (abril, 2016) inaugura a primeira loja da Natura.

Depois de décadas em uma trajetória muito bem sucedida apenas através das vendas diretas (pelas consultoras) a marca, uma das mais admiradas do país, faz sua entrada no mercado tradicional do varejo com uma loja no Shopping Morumbi, em São Paulo.

Continuar lendo “[retail drops] natura abre sua primeira loja e aposta em experimentação – natura shopping morumbi”

[retail drops] almoçar no metrô: em NY, sim! | turnstyle nyc

A caminho de um compromisso, parar para comer alguma coisa na estação de metrô vai ser mais do que encostar num pequeno balcão de café ou pegar um chocolate no quiosque ou máquina.

Com inauguração prometida para 19/4, na próxima semana, o centro de compras subterrâneo TurnStyle fica num endereço inusitado: abaixo do Columbus Circle, em Nova York. Instalado sob concessão de longo prazo numa área subterrânea de cerca de 2.500 m² distribuídos sobre uma passagem de quase 100 metros, conectada à estação de metrô homônima.

Continuar lendo “[retail drops] almoçar no metrô: em NY, sim! | turnstyle nyc”

[retail drops] a nova geração das conveniências | hirota food express

Loja de conveniência: posto de gasolina, chicletes e cerveja? Não mais.

Caminhando pela Paulista no final de semana nosso olhar foi capturado. No local onde funcionou por mais de 30 anos a locadora 2001, um novo estabelecimento abriu as portas em meados de março: Hirota Food Express.

A rede de supermercados Hirota está apostando num novo modelo de negócio, focado em oferecer pratos prontos pra levar, frescos – produção diária e validade curta – sem aditivos químicos e conservantes, a preços módicos (o valor de uma refeição oscila entre R$13,90 e R$29,90 – sem contar as promoções que visam escoar os produtos com vencimento no mesmo dia), além de itens tradicionais de supermercado.

Continuar lendo “[retail drops] a nova geração das conveniências | hirota food express”

muito além do foodtruck: versatilidade sobre rodas

Os furgões colocaram o pé para fora da cozinha e se tornaram opções acessíveis e versáteis para empreender em diversos segmentos do varejo.

Já temos visto foodtrucks pelas ruas de São Paulo há alguns anos agora, assistimos o boom desse modelo de negócio focado no setor de alimentação entre 2014 e 2015. Eles seriam a evolução gourmetização dos carrinhos de cachorro quente e prensado que sempre vimos por aí, nas regiões empresariais, próximos às estações de metrô e rodoviárias, na frente dos estádios. Acredito que um dos pioneiros desse movimento tenha sido o Rolando Massinha, que atendia há 8 anos na Av. Sumaré. Você conhece? A regulamentação ainda é polêmica. No ano passado a subprefeitura da Lapa proibiu que ele continuasse atendendo naquele espaço e ainda não tenho notícias se pode retornar. Ele passou a atender em espaços de foodpark e eventos corporativos, até que o ponto na Sumaré seja disponibilizado para o seu retorno. O comércio itinerante, após decreto municipal em 2014, só pode operar em locais previamente autorizados, o que é um pouco incoerente com o próprio conceito “itinerante” dos estabelecimentos sobre rodas.

Continuar lendo “muito além do foodtruck: versatilidade sobre rodas”